6 Dicas Básicas Sobre Orgonites

6 Dicas Básicas Sobre Orgonites

Olá amigo(a), quero compartilhar com você algumas dicas úteis sobre Orgonites…

Leia com calma, pois pode te ajudar bastante.

1# Resinas
Existem diversos tipos de resinas no mercado e também na internet. As mais procuradas são a Poliéster Cristal por ter um preço mais acessível. Porém também tem a epóxi que é uma resina bem mais cara (muito usada para fazer chaveiros, adesivos e incrustações).

Veja abaixo uma imagem de resina epóxi com abelha incrustada.

abelha

A resina poliéster cristal tem quase que a mesma aparência. Na verdade eu não vejo diferença no acabamento de uma para a outra. Quero dizer: Tirando a questão do cheiro forte a poliéster não perde em nada para a epóxi.

Então seguindo: A poliéster cristal tem um cheiro forte, porém o preço é acessível. Após pronta a orgonite o cheiro termina em uns 2 a 3 dias. A epóxi não tem cheiro, porém leva em torno de 24 horas para curar a peça.

Outros tipos de resina que podem ser usados para fazer orgonites, porém não dá pra enxergar nada dentro da peça. Abaixo temos a resina para fibra de vidro, uma resina bem mais líquida com cheiro forte, porém muito funcional para fazer as peças orgônicas. É um tipo de resina que ao curar pressiona muito forte e rápido, até mais que a resina cristal. Também temos a resina verde que é um pouco densa mas também muito eficaz.

Não estou dizendo que a poliéster cristal não seja melhor que estas duas últimas, a questão é que a marrom e a verde pressionam um pouco mais, então a piezoeletricidade do quartzo será um pouco mais forte.

resina-orto

2 # Usar Resina de Alta ou Baixa Viscosidade?
Essa questão é muito particular, algumas pessoas preferem usar resina mais densa e outras mais líquidas. Eu particularmente prefiro usar resina de baixa viscosidade (mais líquida), até para ter uma melhor agilidade e também no acabamento das peças. Detalhe importante é que a resina quando muito densa, tende a criar muitas bolhas de ar e com isso atrapalhando na estética da orgonite.

3 # Como usar o Catalisador?
O fabricante recomenda usar 10 gotas para cada 100ml. Porém não menciona sobre a temperatura ambiente onde a peça será feita. Pois isso influencia e muito no trabalho.
Ex: Obviamente que você não deve levar ao pé da letra isso que vou exemplificar, porém é para você ter um norte. 15 a 18 graus ou menos, eu sempre dobro as gotas de catalisador. Se é 10 gotas então coloco 20. Pois como o clima está frio então vai demorar muito até secar. Quando o clima está quente, acima de 20 ou 24 graus então sigo a risca a recomendação. Isso serve para uso em resinas poliester.
Para quem usa resina epóxi, deve perguntar para o vendedor na hora de como usar. Pois tem uma outra métrica.

4 # Posso usar outros cristais além do quartzo?
Sim, pode usar combinações de cristais além do quartzo ou até mesmo sem o quartzo.
Ex: combinar turmalina negra + jaspe vermelho numa orgonite para trabalhar no chakra básico.
Obviamente que usando junto um cristal de quartzo, irá potencializar a peça.
O Efeito piezoelétrico só pode ser obtido por duas pedras: O quartzo e a turmalina negra. Não foi ainda descoberto outra pedra que faça este efeito.
O efeito ocorre quando estes cristais são submetidos a uma pressão mecânica, liberando carga elétrica.

Mas o que esse efeito agrega na peça?
A energia de transmutação será conduzida com mais intensidade e rapidez. A peça ficará mais potente, como se estivesse turbinada.

5 # Metais, quais usar?
Existem vários tipos de metais que podem ser usados na construção das peças. Vamos listar alguns:
Cobre, Alumínio, Ferro, Latão, Bronze, Ouro, Aço Inoxidável, Prata, etc.

Cada metal trabalha numa determinada frequência de energia. Ele não só conduz como também reflete a energia.

E a questão do 50% metal, 50% cristal e resto de resina?
Muita gente fala que devemos obrigatoriamente seguir esta receita de bolo, porém eu mesmo faço variações…
Eu costumo usar de 30 a 40% de metal, o restante com cristal e resina. Gosto de colocar um pouco mais de pedras do que os metais.
A peça perde o seu efeito? Claro que não…
O metal, ferro por exemplo, atrai a energia e ao mesmo tempo repele.
O cristal recebe a energia e modula, fazendo a transmutação…
A resina também atrai a energia, pois é um material orgânico… (sim, vêm do petróleo).

6 # Como podemos medir se a Orgonite está funcionando?
Existem alguns aparelhos já sendo vendidos na internet que são os medidores de íons.
Há… mas o orgonite não cria, não emite íons… sabe que até eu achava isso..
A questão é que ele não altera os íons diretamente no ambiente.
A orgonite quando colocada numa sala por exemplo, e com o passar dos dias, contribui na limpeza energética do ambiente e com isso toda a energia é reconfigurada e equilibrada. O resultado é que os íons negativos (bons para a saúde) tende a aumentar e estes aparelhos que mencionei pode medir isso.

Os aparelhos da radiestesia também são muito bons para medir a orgonite. (Pêndulo, Aurameter, Biômetro de Bóvis, entre outros).

Se você desejar receber mais informações ou treinamento sobre orgonite, clique no botão abaixo.

6 Dicas Básicas Sobre Orgonites
5 (100%) 2 votes

4 comentários em “6 Dicas Básicas Sobre Orgonites

  • em
    Permalink

    Bom dia. Gratidao por todas dicas. Mais o deixa a peca mais potente? Tamanho, quantidade de pedras, metal?

    Resposta
    • em
      Permalink

      sim, tamanho, quantidade de pedras, etc…

      Resposta
  • em
    Permalink

    Bom dia! Acrescentar conchas do mar e areia da praia, têm alguma influência na potencialização da orgonite?

    Resposta
    • em
      Permalink

      bom dia Renato, a areia contém cristais também na sua composição… e além de bonitas.. a peça vai conter também esta frequência do mar… limpeza, sensação de bem estar.
      A concha do mar vibra e emite o som da praia.. também agrega na peça… mas não que seja indispensável…
      Grato

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

yoast seo premium free